Instituto Superior Técnico

Área de Estudos e Planeamento

Monitorização e Controlo

Em resposta às lacunas identificadas nos vários processos de auto-avaliação, foram desenvolvidos ao longo dos anos diferentes instrumentos de controlo interno e sistemático da qualidade do ensino (PDF, 40KB), tendo contribuído substantivamente para a institucionalização de uma cultura de qualidade no IST.

Paralelamente, e no seguimento da experiência dos vários exercícios de avaliação, o IST entendeu que uma avaliação quinquenal dos seus cursos não era suficiente. Neste sentido, foi desenvolvida uma ferramenta de apoio à monitorização dos resultados anuais dos cursos, com o objetivo de estimular a melhoria da qualidade das atividades de ensino – Relatório Anual de Auto-Avaliação – e para a qual contribuem os vários instrumentos referidos acima.

Em 2007 o IST assumiu como objetivo estratégico da escola o desenvolvimento de um Sistema Integrado de Gestão da Qualidade (SIQuIST) que tivesse em conta as melhores práticas europeias, juntando os seus esforços aos da própria Universidade Técnica de Lisboa (UTL). O objetivo limite deste processo era valorizar a cultura de qualidade que tem vindo a ser desenvolvida, com a institucionalização de um conjunto de procedimentos que imprimissem a melhoria contínua e o reajustamento, em tempo real, dos processos internos.

Neste sentido, foram constituídos em Maio de 2010 dois grupos de trabalho:

  1. um no âmbito das várias escolas da UTL para o desenvolvimento de uma Proposta ao Reitor, que integrasse os principais documentos de suporte ao SIGQ – Sistema Interno de Garantia da Qualidade: Regulamento (PDF, 223KB)Conselho de Gestão da Qualidade (PDF, 231KB)Manual e Plano da Qualidade para a UTL (PDF, 1MB);
  2. outro no âmbito do IST, para o desenvolvimento do seu próprio sistema, que deverá estar alinhado com o Sistema de Garantia de Qualidade da UTL, e cujos trabalhos tiveram início ainda no ano de 2007 com o estabelecimento de algumas linhas diretrizes. Neste momento já foi aprovado o Regulamento do SIQuIST bem como o Conselho para a Gestão da Qualidade do IST,  o Manual da Qualidade (PDF, 1.493KB) e o Plano da Qualidade (PDF, 635KB) — Anexo Plano de Qualidade (PDF, 246KB).

Já em 2012, o IST candidatou-se a um exercício experimental de auditoria aos Sistemas Internos de Garantia da Qualidade das IES, realizado pela Agência de Avaliação e Acreditação do Ensino Superior (A3ES), cabendo a coordenação do mesmo ao recém nomeado Conselho para a Gestão da Qualidade. A AEP colaborou na elaboração do respetivo Relatório de Autoavaliação que pretendia apresentar uma reflexão sobre a abrangência e eficácia dos procedimentos e estruturas de garantia da qualidade em cada uma das áreas estratégicas de atuação do IST, de acordo com as diretrizes da A3ES, nomeadamente:

  1. Avaliar o grau de desenvolvimento estimado (Inexistente, Emergente, Em Desenvolvimento e Consolidado)
  2. Fundamentar essa avaliação através de evidências e exemplos
  3. Apresentar uma síntese de aspetos identificados para melhoria
  4. Apresentar uma análise SWOT

Em reunião de 8 de Janeiro de 2013, o Conselho de Administração da A3ES decidiu certificar o Sistema de Gestão da Qualidade do IST (SIQuIST), pelo período de 6 anos.. Uma decisão favorável para certificação exigia uma apreciação “emergente” em todas as áreas de análise e uma apreciação de, pelo menos, “em desenvolvimento” em relação aos itens “Ensino e Aprendizagem” e “o Sistema, no seu todo”. O IST obteve uma classificação “em desenvolvimento” em todas as áreas, com exceção da área dos “Sistemas de informação” que foi considerada consolidada (o quarto e mais elevado nível de apreciação).

Documentos